Pharrell Williams e a revolução do Chief Energy Officer na Louis Vuitton

A nova era da liderança inspirada nas lições de Pharrell sobre trazer energia e transformação à moda.

Pharrell Williams: A nova era da liderança inspirada nas lições de Pharrell sobre trazer energia e transformação à moda.

Pharrell Williams
Pharrell Williams

Mais de dois meses se passaram desde que Pharrell Williams trouxe sua alegria e criatividade à Ponte Neuf, em Paris, ao dirigir seu primeiro desfile de moda como diretor criativo da Louis Vuitton.

Muitos já falaram sobre como essa noite capturou o espírito da transformação nos setores da moda e entre as celebridades, que estão se unindo em uma nova era da alta costura. No entanto, a lição mais marcante para mim não foi apenas sobre moda, mas sobre liderança.

Quando alguém assume o cargo de diretor criativo na Louis Vuitton, herda uma estrutura complexa, com mais de 55 departamentos, 2,5 mil mestres artesãos e recursos incalculáveis. Além disso, têm a oportunidade de montar uma equipe de design própria.

A equipe de Pharrell na Louis Vuitton agora inclui mais de 50 talentos diversos, celebrados na Pont Neuf durante o desfile.

A ERA DO CHIEF ENERGY OFFICER

Aqui começam as lições do que podemos aprender com a contratação de Pharrell Williams e sua abordagem aos bastidores. Ele gerencia uma equipe enorme, repleta de talentos diversos, e precisa entregar resultados notáveis. Isso representa uma nova forma de liderança, marcando a transição do cargo de diretor executivo para o que chamamos agora de “chief energy officer” (CEO).

O papel de um líder não se limita mais a administrar a empresa eficientemente; essa é apenas a base. O novo normal no mundo dos negócios, após as crises dos últimos anos, exige que o CEO faça muito mais. Sua missão envolve criar uma visão palpável, compartilhar valores para operar no mundo atual, infundir vigor e personalidade na organização, inspirar a criatividade e a competitividade, ouvir, aprender, liderar e capacitar sua equipe para alcançar o mais alto nível de desempenho, resultando em uma vantagem competitiva significativa.

Essa é a energia que um líder deve trazer. É por isso que a função está evoluindo para a de chief energy officer, e é essencial que o líder encontre sua própria marca, seus valores e sua energia para impulsionar a empresa a níveis extraordinários de desempenho.

A RENOVAÇÃO DE PHARRELL

Pharrell Williams está liderando essa transformação, e todos nós podemos aprender com seu exemplo. Ele colabora com forças externas para injetar nova energia na Louis Vuitton e seus designs. Está revolucionando a cobiçada bolsa Speedy, trabalhando com a equipe da LV em lançamentos que atraem grande atenção e criando um estúdio em Paris que incorpora sua visão renovada de alta costura. Além disso, ele reconheceu o impacto financeiro e o crescimento da comunidade negra nos negócios da Louis Vuitton, expandindo o programa de embaixadores. Isso inclui profissionais que variam de acadêmicos negros a um campeão negro de pesca, como ele afirma, “apoiamos a cultura, pois ela contribui para o resultado final”.

Pharrell valoriza e atrai uma energia colaborativa – a força que impulsiona os lucros, que molda os negócios, que desperta os talentos e muito mais. Todas essas ações criam um sistema operacional de alto desempenho que permite ao CEO conduzir a organização de maneiras inovadoras. Isso eleva a competitividade a níveis nunca antes vistos e, em última análise, todas as decisões são tomadas com o intuito de impulsionar o sucesso financeiro.

Esses líderes buscam criar um ambiente que valorize tanto o crescimento pessoal quanto o empresarial. Eles aspiram a ser eficazes, empáticos, sensíveis e inspiradores na maneira como se aprimoram e impulsionam suas empresas em direção ao alto desempenho. Essa é a essência da liderança contemporânea.

Nosso papel como líderes envolve não apenas executar como no passado, mas também inspirar e capacitar nossas equipes para vencer de maneiras nunca antes imaginadas.

Fonte: Muito além do CEO: chegou a vez do chief energy officer | Fast Company Brasil

Veja mais matérias no IBModa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Precisa de ajuda?